segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Beija-flores e Plantas Que Os Atraem (Hummingbirds and Flowers Attractive For Them)







Campylopterus macrourus em floração de Aphelandra sinclairiana



Beija-flor tesourão  (Campylopterus macrourus) libando néctar de Holmskioldia sanguinea em Piracicaba (São Paulo












Beija-flor  Chlorostilbon aureoventris libando néctar de Russelia sp e Holmskioldia sanguinea

Beija-flor de peito azul (Amazilia lactea) alimentando-se do néctar de Abutilon striatus em Piracicaba (São Paulo). Nota-se que o beija-flor perfura a corola da flor para sugar o alimento. 




O metabolismo vegetal das  Angiospermas apresenta grande variação na qualidade e  quantidade de néctar produzido pelas diferentes  espécies, na dependência  do(s)  polinizador(es)  necessário(s)  - plantas  com flores atrativas  para  aves geralmente produzem  néctar em  grande quantidade porém com pouca  concentração de açúcar,   com corolas de formato tubular ou em "escova" , possuindo comumente  cores  chamativas , enquanto  flores polinizadas por  insetos  (por  exemplo,abelhas e  mamangavas) secretam néctar  mais  concentrado em pequeno  volume com flores em diversos  formatos,em geral  com pétalas  em disposição mais  "plana"  facilitando o pouso do inseto sobre a mesma , podendo  ter  cores  chamativas  ou não -  muitas  destas  últimas  têm variações  cromáticas ultravioletas  (<  400 nanômetros) que  os  insetos  percebem rapidamente -  porém estudos  recentes  comprovam  que  os  beija-flores ,além  de  outras  aves,  também diferenciam variações de ondas eletromagnéticas abaixo de 400  nanômetros -  só para lembrar, o  ser  humano  consegue  diferenciar  as  cores  ditas "comuns" que  variam de 420 nanômetros  (violeta) a  700 nanômetros (vermelho).

Cerca de um terço do  açúcar produzido pelas folhas vai  para as flores na época de floração. Ou seja: para a planta o processo de produção de néctar é muito  dispendioso. Assim que  a  flor é  polinizada (quando  o pólen germina e fertiliza os óvulos) a  produção  do  néctar  cessa. Caso  a  polinização não ocorra  a  planta  secretará mais  néctar na tentativa de atrair  o polinizador.
Há  também variação no horário de "pico" de produção de néctar - exemplificando:  plantas quiropterífilas (polinizadas primariamente por morcegos) têm maior produção do néctar à  noite porém caso não polinizadas o néctar resquicial é libado por beija-flores logo no início da manhã - exemplo nativo é  a  monguba (Pachira aquatica).
Tenho observado inúmeras referências a plantas que atraem beija-flores, tanto na Internet (muitas páginas) quanto publicações nacionais e estrangeiras;  entretanto, para minha surpresa, quando vejo sugestões de plantas como azaleias para atrair beija-flores fico pasmado. Muitos sites - e até livros! - indicam flores a serem plantadas por pessoas que desejam ter beija-flores em seus jardins ou varandas de apartamentos que definitivamente NÃO  atraem as aves, gerando um desserviço à população. Assim, optei por listar algumas plantas que eu mesmo observei serem atrativas aos beija-flores - e todas as fotos do site foram por mim tiradas e são de flores plantadas em  minha residência (que  não  é  grande nem mansão,  mas  tem  espaços  bem aproveitados!). Assim, plantas como oleandros (as populares "espirradeiras" de flores de diversas cores), alamandas, flores-de-são-miguel, rosas e flamboyants, entre outras , não são atrativas para beija-flores.
Não indico o uso de bebedouros artificiais - há inúmeros cuidados para mantê-los, e se a pessoa que os dispuser às aves não tomar os devidos cuidados de higienização do recipiente e trocas diárias do líquido açucarado pode haver proliferação de fungos (e bactérias) que podem causar infecção e até óbito nas aves que visitam os bebedouros. A principal infecção é causada por  um tipo de fungo que cresce na língua dos beija-flores causando edema na mesma, impedindo-os de se alimentar e respirar adequadamente posteriormente causando morte por inanição e insuficiência respiratória ,além de predispor a infecções bacterianas e virais secundárias.Outro problema são poluentes químicos presentes na água a ser colocada no bebedouro - por exemplo, cloro, flúor, metais pesados, etc. que podem ocasionar problemas metabólicos nos colibris.Mesmo resíduos de sabões e detergentes usados para a higienização dos bebedouros, se não totalmente removidos, podem ser lesivos.
Com as plantas, o cuidado deve ser evitar o uso de inseticidas e herbicidas que podem também matar as
aves.
Com isso em mente, inicio a amostragem de fotos de plantas com flores que plantei em minha casa desde o ano de 2004.
Quaisquer dúvidas e críticas construtivas serão bem-vindas.


Todas as fotos e  videos  deste  blog são de autoria de Geraldo França Jr
All photos & videos  by  Geraldo França Jr
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::


                           Fotografias de Flores Atrativas aos Beija-Flores

Rosa-da-mata (Brownea macrophylla)
Belíssima floração - a primeira no meu quintal, agora em outubro de 2013. Extremamente chamativa, atrai muito os beija-flores e muitas outras aves. Nativa do norte da América do Sul e América Central. As inflorescências são muito grandes , cujos pedúnculos saem diretamente do tronco.





==============================================================


Afelandra-coral  (Aphelandra tetragona
Belíssima planta originária da mata atlãntica. Fornece flores mui chamativas, florescendo principalmente no verão. Dicas:  plante esta espécie a meia-sombra. As flores atraem bastante os beija-flores, principalmente os do gênero Phaetornis.   Quando não florida suas folhas , grandes e lustrosas, têm também belo efeito ornamental .



::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

















Camarão-escarlate  (Pachystachys coccinea)

Arbusto nativo do Brasil,da mata Atlântica, é uma das flores mais visitadas por beija-flores e cambacicas, pois produz grande quantidade de néctar. Dicas: faço mudas desta espécie por estaquia após a floração - ramos produzem raízes facilmente se deixados alguns dias em água, depois podem ser colocados diretamente na área de plantio definitivo.  Belíssimo  efeito  ornamental. Indicado principalmente  para  áreas a  meia-sombra. Algumas  das  minhas  plantas  atingiram  mais  de  3  metros  de altura, mas  se podadas adequadamente  podem  ficar  mais "encorpadas" e adequadas  para  áreas  menores. Se  você  tiver  um jardim pequeno  e  quiser  beija-flores  visitando esta  é  uma  das plantas  mais  indicadas.

==========================================================

Schotia , Brinco-de-princesa-arbóreo  (Schotia brachypetala)
Árvore nativa da África meridional, produz muitas flores - que lembram a brinco-de-princesa Fuchsia sp. ,com abundante néctar ,em cachos.Uma  das  minhas  preferidas,mesmo  quando  sem  flores  tem  uma  bela aparência  pois  tem  folhas  compostas  escuras  brilhantes. É semidecídua , de porte médio (cerca de 6m de altura) com galhos retorcidos, de belo efeito ornamental. As que plantei em meu quintal foram a partir de sementes que recolhi de parque  de minha  cidade. A árvore cresce lentamente, os galhos são fortes e retorcidos, com belo efeito ornamental.





====================================================================














Barléria-amarela (Barleria oenotheroides)
Nativa da América do Sul, parece se a única espécie do gênero que ocorre fora da África, onde cerca de 300 espécies de Barleria são endêmicas. Em casa florescem a partir de abril. Belíssimas flores ricas em néctar. Porte  pequeno , adequada  para  plantio a  meia-sombra. Belo efeito  ornamental,as flores  são  extremamente  chamativas.


====================================================

Jitirana  (Ipomoea hederifolia)
Nativa  da  região  sudeste (principalmente) do Brasil,  tem flores  vermelhas  muito  bonitas que  são "top"  para atrair  beija-flores. As  minhas  são  as de folhas  inteiras  em  formato de coração (há  variedades onde as folhas têm 2  recortes ). É  anual, reproduz-se facilmente  por  sementes que  são em  média  quatro em fruto  seco  mas  podem ser  reproduzidas através de ramos  colocados  para enraizar em  garrafas  com água (enraízam facilmente).





====================================================




Capota-vermelha  (Megaskepasma erythrochlamys)
Arbusto  de  folhas  grandes, apresentando  inflorescências  com brácteas vermelho-escuras e flores  brancas , atrai  bastante os  beija-flores. Minhas mudas cresceram rapidamente, estão com cerca de 4  metros de altura. Tem belo efeito ornamental mesmo quando não florida.

==============================================================



Coral
Semelhante à  ruélia-pingo-de-sangue  porém flores  maiores, tubulares, que  dão origem a frutos  cápsulas explosivas. Muito comum na região  de  Bonito (MS)  de  onde peguei as sementes  que plantei em casa. Chega  a  atingir mais de  2  netros  de altura e  prefere meia-sombra. Comum às margens dos rios mato-grossenses.








====================================================






Marianinha  (Streptosolen jamesonii)
Arbusto que produz  muitas  inflorescências no inverno - atraem muito os beija-flores (nas fotos acima, beija-flor-de-peito-azul , Amazilia lactea ). A floração é abundante.                                    

==========================================================



Rainha-das-flores (Amherstia nobilis)
Árvore de grande porte (mas pode ser cultivada em espaços menores, até em vasos de grande volume) com inflorescências grandes,de belo efeito ornamental. Atrai os beija-flores tesourões. Nativa da Índia..              



= = = = = = = = = = = = =     

   Brinco-de-princesa  (Fuchsia sp.)
Bastante conhecida, nativa da América do Sul.  Floresce durante boa parte do ano. Meus exemplares provavelmente são híbridos de várias espécies aparentadas.Pode  ser  cultivada  em  vasos,  floresce  melhor  à  meia-sombra.


==============================================










 "Orelha-de-coelho"  (Ruttya fruticosa)
Arbusto de médio porte,produz grande quantidade de flores muito chamativas   atraem bastantes beija-flores e cambacicas, muito nectarífera. Produz grande quantidade de sementes que são lançadas à distãncia pelas vagens "explosivas" ,que germinam facilmente na região sudeste do Brasil . É nativa da África Oriental tropical (Etiópia, Tanzânia, Quênia e Somália) entretanto aclimatou-se tão bem na América tropical e é tão atrativa a beija-flores que recebeu nomes populares de "hummingbird plant" (traduzindo : planta de beija-flor) e "Kolibri-pflanze" (em alemão). O aspecto das flores aparenta orelhas de coelho, daí um dos  nomes populares da planta. Recomendadíssima para quem  quiser atrair beija-flores para  áreas pequenas (a pleno sol), mesmo  em  vasos  de médio a grande porte . Agradeço imensamente ao senhor Paulo Marliere, a  quem não  conheço pessoalmente,mas que identificou esta espécie para mim enviando via e-mail  a  correta  descrição  da  espécie.                


------------------------------------------------------------------------------------------------------












                                               Grevílea-anã  (Grevillea banksii)
É uma das mais indicadas para atrair beija-flores - é um arbusto não muito alto (pode ser plantada em calçadas, sua altura máxima não atingindo a fiação elétrica nas cidades), produz flores com muito néctar o ano todo e é muito resistente. Nativa da Austrália, porém muito bem aclimatada no Brasil. Plantei várias mudas em meu quintal, sempre há beija-flores rondando-as.


::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::




                                                   Fumo-amarelo , Nicotiana  (Nicotiana glauca)
Originária da América do Sul região do chaco - é outra das favoritas dos beija-flores, produz flores o ano todo, com uma vantagem para as aves: suas flores não atraem abelhas! Estas são competidoras dos beija-flores, os quais evitam visitar certas espécies de flores em período mais quente do dia quando há maior atividade dos insetos com muitas abelhas coletando néctar e polen - ou seja, nesses períodos os colibris procuram as nicotianas! Crescimento é rápido, e a cor das folhas é verde-azulado pálido (daí seu nome científico , glauca). Produz muitas sementes minúsculas, parecem grãos de areia.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::





                                                      Tecomaria (Tecomaria capensis)
Belo arbusto ornamental, produz flores a maior parte do ano. Atrai abelhas sem ferrão (como a da fotografia), que por vezes perfuram a corola das flores e "roubam" o néctar das mesmas. Observei que quando isso ocorre os beija-flores não procuram as flores. Originária da África do Sul, bem aclimatada no Brasil. Existe uma variedade de flores amarelas. Seus galhos, ao ficarem em contato com o solo, produzem raízes e a planta vai expandindo sua área.


:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::




                                                    Ruélia-vermelha  (Ruellia elegans)
Planta herbácea com flores vermelhas muito chamativas, produzidas o ano quase todo, principalmente no início do ano. Nativa do sudeste do Brasil. Muito indicada para atração de beija-flores. A multiplicação é  sobretudo por sementes (vagens  explosivas). Quem  quiser  atrair  beija-flores  esta  é  uma das melhores  opções.




::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::












                                                    Ruélia-vermelha  (Ruellia chartacea)
                                     Origem da região amazônica, produz grandes inflorescências no outono-inverno.

========================================================================



                                                          (botões)



                                     Pingo-de-sangue  (Ruellia brevifolia)       
                              Espécie nativa do Sudeste de Brasil, comum em áreas degradadas. Florifica o ano todo. Suas sementes são lançadas à distância quando o fruto seca, daí a facilidade de sua propagação. Aqui na região de Piracicaba é  espécie  comum,pode  ser encontrada no  Parque da  ESALQ  e  na orla do  rio Piracicaba. 
 =======================================================================



                                                    Abutilon (Abutilon striatus)
Arbusto produtor de grande quantidade de flores durante o ano, de aspecto muito interessante. É nativa da América Central, bem aclimatada no Brasil. De fácil cultivo e bastante resistente.




::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::


                                                    Abutilon, brinco-de-cabra (Abutilon megapotamicum)


Arbusto nativo do Brasil, de pequeno porte,  produz flores mais na época de inverno. Pode ser cultivado em vasos grandes, a  meia-sombra.Produz  muitas  pequenas  sementes  que  germinam  (pelo menos em casa) com dificuldade. É menos resistente à seca que outras espécies de abutilon.


::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::










                                           Sálvia-vermelha  (Salvia coccinea)
Arbusto nativo do Brasil, de cor vermelha intensa, produz flores o ano todo e além de beija-flores notei que atrai pássaros como tico-ticos que se alimentam de suas sementes. É de fácil propagação e muito indicada para beija-flores. Atrai abelhas sem ferrão também. Há  variedades com flores  com coloração  branca e  rósea,  mas a  forma  "selvagem"  vermelha é  a  mais  chamativa, a meu  ver.


::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::




                                                       Ingazeiro  (Inga sp.)
                                           (Ingazeiro com Cambacica - Coereba flaveola)









Árvore de grande porte, prefere solos úmidos. Em casa, o exemplar da foto foi plantado, muda pequena, há 5 anos e já está com mais de 6 metros de altura e muito copado. Tenho um outro ingazeiro plantado (de outra espécie) com cerca de 3 metros de altura mas ainda não floriu.  São nativos do Brasil.  As flores, brancas, são mui ricas em néctar. Indicada para quintais grandes.


::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::




                                                     Esqueleto (Ipomoea  quamoclit)
Trepadeira nativa do Brasil, anual, com folhas de aspecto sui generis  das quais se origina o nome comum, pois assemelham-se à disposição das costelas humanas! Propaga-se por sementes e também por ramos da planta postos em recipientes com água, em alguns dias enraízam e podem ser plantadas no solo.




:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::




                                          Pára-sol  (Holmskioldia sanguinea)



Planta nativa do Himalaia porém bem aclimatada no Brasil. Produz grande quantidade de flores (há duas variedades, a vermelha e a amarela) sobretudo no outono e inverno. Ótima para caramanchões mas pode atingir grande tamanho. Seu porte lembra o da Bougainvillea . Reproduz-se por sementes que se formam em número de 2 a 4 em cada "chapéu" (base da flor) que são levadas pelo vento e também por estacas. Muito atrativa a beija-flores  e  também a abelhas melíferas.

================================================================






                                            Escova-de-macaco  (Combretum fruticosum)
Trepadeira lenhosa, originária da região amazônica, produz flores nos meses mais quentes do ano na região sudeste. Em casa, coloquei mudas em um caramanchão grande. Na área nativa,é uma das principais flores visitadas pelo beija-flor topázio (Topaza pella). Atrai também muitas outras aves além de colibris: cambacicas, sanhaços, soldados-de-encontro-amarelo e saís-azuis.Dica : plantá-la em caramanchões adequados pois atinge grande porte , com muitas ramificações. As minhas plantas estão com mais de 5 metros de altura, com ramos muito longos sobre um grande caramanchão.

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Escova-de-macaco-vermelha (Combretum grandiflorum) trepadeira de rápido crescimento, atinge grandes proporções, adequada para caramanchões. Nativa da África tropical, bem adaptada ao Brasil nas regiões mais quentes. Atrai aves de diversas espécies além de beija-flores.

======================================================================








                                                     Helicônia  (Heliconia rostrata)
 É a mais cultivada das helicônias, de origem amazônica mas de fácil cultivo no sudeste do Brasil. Atrai beija-flores, sobretudo os do gênero Phaetornis.   Forma  grandes  touceiras  que  podem "sufocar"  plantas  menores.  Pode ser plantada a meia-sombra ou pleno sol,mas  a  folhagem  mais  exuberante é  na primeira  opção.  Sugiro  que ,antes  de  plantar  alguma  espécie de helicônia  verifique se realmente é  atrativa para beija-flores:  percebi  que  muitas  variedades, apesar  da exuberância  das  inflorescências  não  atraem as  aves!


::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

                                                   Beri  (Cana denudata)

Nativa do Brasil, de folhas largas , propaga-se principalmente por divisão das touceiras. De fácil manejo.Produz flores o ano todo, e alastra-se por  raízes  prolongadas para  pontos  distantes  do  inicialmente plantado.


:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::




                                          
                                            Russélia  (Russelia equisetiformis)


Uma das preferidas dos beija-flores, apresenta-se nas cores vermelha e branca. De origem da América Central, muito cultivada no Brasil. Pode ser plantada em varandas de prédios e produz muito néctar, a ponto de, se ficarmos sob a planta e a balançarmos tomaremos um "banho" de néctar-  este em  tal quantidade que pode  "encardir" chãos  de pedra  que  fiquem abaixo das mesmas. Plantei algumas no chão e deixei crescer elevando-as com suportes para facilitar aos colibris o acesso às flores, como na foto acima, com o beija-flor Chlorostilbon aureoventris.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::




                                                   Sanquésia, independência (Sanchezia sp)

Ornamental também por suas folhas de cor verde e amarela - na época da abolição da escravatura do Brasil, suas folhas foram utilizadas pela população como adornos nas lapelas de vestimentas pelas cores verde e amarelas  simbolizando as cores nacionais.  Espécie originária da América Central.  Possuo plantadas duas espécies, uma de flores amarelas e outra vermelhas.
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::


                                                     Costus  (Costus barbatus)


Produz flores muito belas, que eu observei serem visitadas principalmente pelos Phaetornis. Parece ser nativa da região da América Central .


::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::




                                                    Flor-da-paixão-vermelha (Passiflora coccinea)


Trepadeira de fácil cultivo, produz flores grandes e atrativas a beija-flores, embora não favoritas dos mesmos.
Parece ser nativa de áreas tropicais amazônicas. Adapta-se bem ao sudeste do Brasil.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------












Afelandra-rosa  (Aphelandra sinclairiana) - plantei este arbusto há cerca de 4  anos  e está florescendo pelo segundo ano consecutivo - atingiu rapidamente  3 metros de altura .

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::


                                                 


                                                     Escova-de-garrafa  (Callistemon sp)

Árvore de origem australiana - tenho a espécie C. viminalis e a variedade anã "little John" . Atraem também muitas abelhas e vespas, principalmente nas horas mais quentes do dia.


======================================================================







                                          Malvavisco (Malvaviscus arboreus)
                                Assemelha-se a um hibisco que não se abriu - os beija-flores perfuram sua corola para chegar `a fonte de néctar. É uma das favoritas dos beija-flores. Originária da América Central e norte da América do Sul.


==================================================================




                                            Amélia  (Hamelia patens)


Arbusto nativo do Brasil, produz pequenas flores de coloração inicialmente amareladas que vão se tornando avermelhadas ,produzem muito néctar, sendo mais uma das favoritas dos beija-flores. Crescimento é lento. Pode ser reproduzida por sementes e por estacas (enraíza facilmente de ramos colocados em local úmido).






==============================================================


                                      


                                     Camarão-vermelho  (Justicia brandegeana)
                                   Origina-se da América Central, produz inflorescências de brácteas de cor amarelo-avermelhada (tanto mais vermelha quanto mais exposição solar) com flores brancas tubulares com manchas arroxeadas no interior. Fácil de cultivar. A primeira foto das acima tem cores menos chamativas pois foi plantada sob caramanchão , a meia-sombra, daí a cor menos intensa das brácteas comparadas com as duas fotos seguintes, plantadas a sol pleno.


=====================================================================




                                            Camarão-amarelo  (Pachystachys lutea)
                             Proveniente do norte da América do Sul, é outra das preferidas dos colibris. Percebo que produz mais flores quando exposta a meia-sombra. Muito infestada por um tipo de inseto branco que chega a secar ramos inteiros da planta. Não atinge grande altura.produz  flores  o  ano todo.



=====================================================================